Número total de visualizações de página

domingo, 29 de dezembro de 2013

CULTURA COM CULTURA





Paula Araújo da Silva era a Diretora da Cultura do Norte que tinha como formação fazer riscos em plantas de arquitetura e que quando o Passos e o Portas passaram a mandar em Portugal, teve o despudor malcriado e arruaceiro ……. de despedir diretores de Museus pelo …. telefone …. ou, à mesa de um café barulhento …..  
Quem eram estes Diretores? Uns que exerciam os seus cargos há anos na sequência de concursos públicos, gente com provas dadas ao longo de anos, mas que desgraçadamente eram assumidamente ou pendiam para a área politica socialista !!!
Que o mesmo é dizermos …… uma coisa assim do tipo ……. saneamentos políticos ……. feitos com muita ordinarice !!!
No lugar destes Senhores credenciados, a Diretora da Cultura do Norte colocou uns amigos alaranjados, companheiros de trocas comerciais e daqueles que estão convencidos, que o tratamento que deve ser dado às coisas da cultura e dos museus se equipara às raspadinhas que o pessoal anda todo por aí a raspar para ver se ganha uns trocados …..
Instalados e inchados …..  chegou a altura do concurso público.
E o primeiro concurso foi para decidir quem seriam os dirigentes culturais das Direções Regionais.
A arquiteta Paula Araújo da Silva concorreu para se manter no seu lugar de Diretora Regional da Cultura do Norte.
E para o mesmo lugar, concorreram também alguns dos Diretores saneados ….
Feitas as provas, pontuados os currículos e avaliados em entrevistas por júris …... vieram os resultados !!!!   
António Manuel Ponte, mestre e doutorando em Museologia pela Faculdade de Letras do Porto  ….. é o novo Diretor Regional da Cultura do Norte !!!
Do seu vasto curriculum, sabedoria e experiência destacam-se as suas intervenções na Alfândega Régia - Museu da Construção Naval /Nau Quinhentista e a renovação da Casa de José Régio.
António Manuel Ponte era em 2012 Diretor do Paço dos Duques de Bragança em Guimarães e …... foi despedido por Paula Silva à mesa de um café !!!
Sujeito a provas de sabedoria e competência ….. António Ponte levou a coroa do reinado cultural do Norte !!!
Já a arquiteta Paula Silva, nas mesmas provas levou malha …. Ficou sem a coroa que lhe tinha caído no colinho e parece que a malta sábia dos museus, nem sequer lhe estendeu um lencito para a senhora limpar o rio das lágrimas que escorretou ….. na hora do chumbo !!!! 

 
 

O CASPER limita-se a dizer …. VIVA A CULTURA tratada por gente que sabe. 
 
 

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

FUSTIGADO PELA TEMPESTADE ......






O filho de Lamego Melchior Moreira, ex-deputado e ex-candidato à Câmara de Lamego pelo PSD e atualmente Presidente da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte, está no meio de uma tempestade potentíssima de chuvas, granizos, trovoadas e ventos ciclópicos …..  que repentinamente o inundaram.

A tempestade foi provocada pelos tufões trabalhadores do Turismo Porto e Norte que dispararam por mail ventos e trovoadas para todas as Câmara da Região Norte (são os respetivos Presidentes de Câmara que elegem o Presidente da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte) denunciando que Melchior Moreira utiliza dinheiros públicos afetos a esta entidade para pagar gastos particulares próprios e da sua família, nomeadamente os gasóleos dos popós familiares !!!!
Os tufões atingiram também as ajudas de custo do chefe de gabinete do Presidente Melchior Moreira que dizem ser bués enormíssimas !!!
Na Entidade Regional de Turismo Porto e Norte por causa da tempestade provocada pelos tufões, o ambiente é de cortar à faca com Melchior Moreira a desdobrar-se em processos investigativos para descobrir os nomes identificativos dos tufões.
O Presidente da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte já exerceu o direito de resposta à notícia que foi divulgada pelo Dinheiro Vivo, classificando de mentiroso o tufão e deixando antever um processo-crime contra a jornalista por ter divulgado nacionalmente a tempestade.
Lá para os lados do jornal Dinheiro Vivo diz-se que a jornalista não está nada preocupada porque os tufões têm a chuva documentada ?!?!?!?
Parece que algumas Câmaras reencaminharam os mails denunciativos para as entidade de investigação criminal .....
O mesmo jornal relaciona o rebentamento da trovoada denunciativa com os despedimentos que têm vindo a acontecer na Entidade Regional de Turismo Porto e Norte a quem o governo de Melchior Moreira impôs também cortes na despesa.
Que o mesmo é dizermos: os funcionários despedidos revoltados terão pensado ….  se querem poupar, poupem nas despesas das ajudas de custo exorbitantes do chefe de gabinete ou o Melchior que deixe de pagar gastos próprios com os dinheiros que serviria para nos manterem o posto de trabalho !!!!  E se não poupam a bem, haja alguém que os obrigue a poupar sem ser com os salários dos outros !!!!
Os Tribunais apurarão a verdade, e fazemos votos para que os malfeitores sejam punidos. Os mentirosos ou, os aproveitadores dos dinheiros públicos ….
Desta tempestade tufónica, já ninguém consegue livrar Melchior Moreira !!!!

 

 

O CASPER diz que espera que haja engano na noticia, porque a história dos gastos com popós pagos com dinheiros públicos, começa a ser um Karma de Lamego 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

FLECHADAS NO PS DE LAMEGO ......






No dia 7 de Dezembro o PS de Lamego foi a votos para eleger o Presidente e a sua Comissão Politica.
Um sábado, que deu um movimento à Rua de Almacave como já não se via há bués de tempos !!!
Na luta para mandar no PS de Lamego estiveram Manuel Ferreira e Pedro Torres.
Ganhou o Ferreira e deu uma cabazada ao Torres.
Não era novidade para ninguém do PS local que Manuel Ferreira se recandidataria à liderança do PS de Lamego, acalentando a esperança de que com os bons resultados eleitorais autárquicos que obteve, não houvesse lista opositora.
Mas corriam zurzimentos de que o grupo dos Barradas, dos Zé Luis, das Catarinas Rochas, dos Pedros Torres, das Marisas Cardosos, dos Adelinos  ….. que se autodenominam socialistas livres, continuavam na onda de “os únicos bons, mesmo mesmo bons somos só nós” !!!
Com a marcação das eleições internas, o grupo dos livres reuniu, reuniu, reuniu e do café Espirito Santo saiu a decisão de que haveria o repetitivo confronto, e que depois do Barradas, do Zé Luis e da Catarina Rocha terem levado já bastante no pêlo em eleições internas no PS em Lamego, era chegada a vez de Pedro Torres mostrar o que valia. 
A campanha foi acesa … e os contatos matraquilharam-se !!! 
Manuel Ferreira na sua propensão acelerada e saltitante fez uma campanha calcorreante rua abaixo, rua a cima e contabilizava apoios.
Os senhores do PS livre fizeram uma campanha como manda o figurino, tiveram até apresentação de candidatura com pompa e circunstância no Hotel de Lamego, andavam bué entusiasmados e antecipavam a sua finalmente grande vitória !!!
O entusiasmo vitorioso diziam, tinha a ver com o posicionamento da guerreira rosa Moutela a assentar arrais em terras de Resende. Corria o zum, zum de que estaria muito mais concentrada em outras lides e de ter repousado a sua espada das lutas políticas socialistas locais ….… Por causa deste zum, zum, acreditavam que as suas sempre leais e numerosas tropas andavam à solta, e desabrigadas, estavam em ponto de rebuçado para serem tomadas de assalto pelos socialistas livres !!!
Parece que a guerreira rosa não dava sinais de estar com vontade de se envolver, embora fosse credível que pela sua índole de lealdade suprema, apoiasse Manuel Ferreira que lhe foi fiel no seu reinado.
Parece que a coisa terá descambado para a guerra, quando os socialistas livres tiveram a desiluminada ideia de nos seus discursos campanhisticos espetar uns alfinetes na Moutela e no seu líder espiritual Borges. 
Foi quanto bastou. A guerreira, a quem muitos reconhecem uma argúcia descomunal viu logo o filme todo, de trás para a frente, da frente para trás, dos lados para o meio, dos meios para os lados  …..… e deixou-se de repousos !
Num ápice tocou ao chamamento de todas as suas leais tropas e pôs tudo a marchar no cerrar de fileiras à volta da candidatura de Manuel Ferreira.
Com esta soma de tropas o resultado foi hecatombico …. para o grupo dos Barradas, dos Zés,  das Catarinas, dos Torres, dos Cardosos, dos Nunos, dos Adelinos ......
As flechas que dispararam na campanha foram todas direitinhas espetar-se nos seus próprios pés !!!
Manuel Ferreira mostrou ser um verdadeiro arqueiro mor e disparou certeiro na sua reeleição para Presidente da Comissão Politica de Lamego com uma soma arrasativa.
A guerreira rosa diz-se que continuará por aí .....  
 



 

O CASPER diz que o controle votativo feito pelo Ferreira e a Moutela no dia das eleições era tão pedalado que fez revirar os olhos ao grupo dos socialistas livres e a quem passou pela Rua de Almacave.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

HOMENAGEM ......... COM MEMÓRIA !!!



 
 
 
 
 
O CASPER diz que é olhando para os comportamentos humanos que identificamos os GRANDES HOMENS e homens pequenininhos  
 
 
 
 

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

UM MANUAL ..... PARA A POSTERIDADE DA HISTÓRIA AUTÁRQUICA DE LAMEGO !!!!



 
A Lamego Renova é aquela coisa que foi congeminada pelo Francisco Lopes, Paulo Correia & C.ª para que os amigos Cavacos, Coutos e Marinhos construíssem um multiusos de milhões com dinheiros pedidos emprestados ao Banco, em que a Câmara de Lamego ficou de avalista e cujas prestações bancárias seriam pagas com as rendas que a mesma Câmara Municipal lhes pagaria pelo aluguer do multiusos.

Um negócio construtivo mirabolante ….  em que o custo da construção circula  em circulo, se vai espraiando nas circulações e que se derrete nos cofres públicos dos euros saídos dos bolsos do povo Lamecense !!!
Um multiusos que deveria ter sido entregue prontinho em 2009 à Câmara de Lamego para ser entregue à Lamego Convida, para a Renova começar a cobrar à Câmara do Francisco Lopes as rendas com que pagaria as prestações bancárias do empréstimo construtivo. 
A coisa multiusos rabujou e esborrifou-se.
As ferrugens espernearam e a construção retorcida derribou …
A coisa multiusos teve de ser demolida e construída novamente !
Com os Cavacos falidos, os Coutos insolvidos, os Marinhos a aguentarem-se nos bicos dos pés e a Lamego Convida dona de 49% da Renova sem nunca ter tido ar respirativo, coloca-se a problemática do pagamento da demolição e da reedificação da coisa …  
Os congeminantes cismam e brilhantemente encontram a solução.
Em Março de 2011, com o apelido de “circuito do Fundo de Maneio”  a Lamego Convida decide fazer um suprimento num valor de até 1 milhão e 500 mil euros na Lamego Renova  !!!!
Que o mesmo é dizermos: a Lamego Convida enterra na Lamego Renova uma montante que poderá atingir 1 milhão e 500 mil euros para custear a demolição e reconstrução da coisa multiusos !!!  
Que o mesmo é dizermos: a Câmara do Francisco Lopes que sustenta a peça artificial Lamego Convida, enterra um valor de até 1 milhão e 500 mil euros na Lamego Renova  !!!!
Mirabolante … o custeamento da coisa esborrifada multiusos !!
 


 

O CASPER recomenda que as alcatruzas da construção do multiusos, da Lamego Convida e da Lamego Renova com os cruzamentos camarários sejam escrituradas num manual de mirabolices … que fique para a posteridade da história autárquica de Lamego.