Número total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de abril de 2014

AJEITAMENTO .........

 
 
O Barão bodegas de Cepões que já é presidente de Junta da União de Freguesias de Cepões Meijinhos e Melcões, Presidente da Associação de Freguesias de Sudeste de Lamego e Secretário de Vereador na Câmara do Francisco Lopes resolveu aumentar o seu portefólio …… financeiro !
O seu portefólio conta agora com uma empresa de viagens em que dá a face a sua esposa e a que pôs o nome de Vaguear nas Letras.
Um ajeitamento bem ajeitado !!!!!
Ajeitou um contrato de transporte escolar para crianças especiais …....
E ajeitou uns euros largos ……. para dentro do seu portefólio !!!!!
Está bem achado este ajeitamento.
Achamos é que o nome da empresa transportadora escolar das crianças especiais não foi bem pensado !!!!!!!
Por aqui achamos que encaixaria muito melhor com os fins pensados …. assim um nome do tipo …..  vaguear nos euros numerosos ……
 
 
 
O CASPER pergunta se houve algum concurso para entregar este transporte especial aos vagueamentos nas letras do barão bodegas de Cepões. 
 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

ESPICLONDRIFICAMENTOS ........








A PAVIA – PAVIMENTOS E VIAS SA era uma empresa de construção e conservação de estradas que foi declarada insolvente em Junho de 2007. 
Esta empresa executou a obra de ligação da estrada de Avões à Penajóia.
No ano de 2006 a Pavia solicitou à Câmara de Lamego o pagamento de 6.003,56€ de juros de mora por atraso no pagamento da obra.
A Câmara do Francisco Lopes pagou ????
Não.
A divida andou para trás e para a frente, e em 2012 o gestor judicial da massa insolvente da Pavia meteu uma ação no Tribunal Administrativo e Fiscal para obrigar a Câmara a pagar-lhes 6.003,56€ e mais 4.538,20€ de juros, subindo a divida para o valor de 10.541,76€ !!!!!!!
A sentença do Tribunal com a condenação de paguem, foi propalada a 12 de Julho de 2013 e sem possibilidade de recurso tornou-se definitiva sem apelo nem agravo em 2 de Outubro de 2013.
A Câmara do Francisco Lopes pagou ?????
Não.
A 11 de Março de 2014 o gestor Judicial da massa insolvente da Pavia mandou um fax para Francisco Lopes dando-lhe o prazo até 14 para de Março para que o dinheirinho caísse na conta da Pavia.
A divida leva com mais um tombo de 893,91€ de juros …. e passa a 11.435,67€ !!!!!
A Câmara do Francisco Lopes pagou ????
Não.
O gestor Judicial da massa insolvente da Pavia no dia 31 de Março mete no Tribunal uma execução daquelas que dão penhora.  
A Câmara do Francisco Lopes pagou ?????
Pagou.
Nos antes, nos durantes e nos depois …. o advogado mandatado pela Câmara do Francisco Lopes foi António Carreira !!!!!!
Bués de requintado …….
Uma divida de 6.003,56€ levou em cima com mais 5.432,11€ de juros e passou a ser de 11.435,67€ !!!!!!
Uma divida de 6.003,56€ acabou a ser paga por 11.435,67€ e levou com mais custas judiciais, honorários de advogado !!!!!!
É a bizarrice de uma gestão mega super híper brilhantó-excêntrica ……
A sentença tornou-se definitiva em 2 de Outubro de 2013, e isto é assim uma coisa do tipo ....... a fatura do fornecedor foi apresentada e não permitia mais andanças !!!!!
Diz a matemática que Outubro, Novembro, Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março são 181 dias.
E as contas dizem que 181 dias são 2 x 90 dias e mais 1 dia ……
Se a matemática não se engana e nos dá estes números  ....... então por que carga de água é que a Câmara do Francisco Lopes anda a mandar uns escritos para umas entidades oficiais fiscalizadoras a dizer que não tem dividas a fornecedores com mais de 90 dias ?!?!?    




 

O CASPER diz que esta peculiaridade de a Câmara do Francisco Lopes conseguir sempre aumentar as dividas é verdadeiramente espiclondrífica. 

terça-feira, 8 de abril de 2014

FUNERAL ADIADO .......




 
Francisco Lopes, Paulo Correia & C.ª continuam a engrolar no labirinto dos jogos Câmara de Lamego, Lamego Convida e Lamego Renova.

Um requerimento atamancado foi a deliberação da reunião do executivo e da Assembleia Municipal supostamente para aprovar mais um alargamento do prazo para a matança daquela coisa que dá pelo nome de Lamego Convida !!!! 
 
A balburdia e sarrasfucada que se propagou é de tal ordem, que já nem um requerimento com pés e cabeça conseguem trazer à luz do dia !!!!!!!!!!!!!!!!
 
Pousando as vistinhas sobre o achavascado requerimento que o emirato financeiro Paulo Correia apresentou, não se descortina uma letrinha que signifique um pedido de mais prazo e por mais quanto tempo …..

Do arengado palavristico apenas se percebe que andam a empuxar a coisa para manter a Lamego Convida para além do prazo fixado para o seu funeral !!!!!!!!!!!!

Um empurranço deslarado e petulante no convencimento de que estão a tratar com uma cambada de burros …..

Por determinação da lei e porque a Lamego Convida sempre foi um sugatório de dinheiros públicos e não conseguia sequer pagar o aparo dos lápis que gastavam em rabiscos, em 25 de Fevereiro de 2013 foi aprovada a sua extinção e marcada a data do funeral para o dia 30 de Setembro de 2013.

Chegados a 30 de Setembro veio um pedido de prorrogação por mais 6 meses, empurrando o funeral para 30 de Março de 2014.

Agora veio mais um alargamento empurrativo para se fazer este funeral e ficamos a saber que 1 ano (de 25 de Fevereiro de 2013 a Março de 2014) não lhes chegou para fazerem os procedimentos da passagem dos trabalhadores da Lamego Convida para a Câmara do Francisco Lopes ….

Ou, para passarem os equipamentos da Lamego Convida para a Câmara.

Deve ser mesmo o choro do funeral que anda a tolher a coisa, porque ainda nos lembramos que a transferência do Pavilhão Álvaro Magalhães, do Teatro Ribeiro Conceição, das Piscinas descobertas e cobertas …. da Câmara do Francisco Lopes para a sua Lamego Convida foi feita em modo turbo !!!

Mas o deslaramento desaforado vê-se mesmo, mesmo, mesmo quando se confere que em vésperas (27 de Agosto de 2013) do funeral (30 de Setembro de 2013) os Lamegos Convidas assinaram o contrato para construção do edifício para instalação de Associações sem fins lucrativos !!!!

Edifício que o povo só viu começar a ser construído em finais de Janeiro de 2014 ….

E claro …… para o empurramento não poderia faltar a justificação do imbróglio tresloucado do arrendamento do multiusos pela Câmara do Francisco Lopes ….

Alguém deveria informar os Lamegos Convidas e os mandantes camarários que apesar do seu convencimento, há em Lamego quem saiba que o estraçalhado do multiusos pertence àquela coisa que se chama Lamego Renova, que a cota que a Lamego Convida tem naquela coisa, com a morte desta, passa para a Câmara de Lamego .... logo, esta fica com a parte que lhe corresponde do enferrujamento descaído….

Percebemos que os Renovas precisem do contrato de arrendamento para poderem receber os euros grandes que a Câmara lhes prometeu entregar para poderem pagar os milhões do empréstimo que fizeram para construírem o multiusos descambado ….. e o contrato de arrendamento precisa da licença de utilização que está em congelada porque a coisa é desmanchada !!!!
 
Com a invelocidade do andamento que se tem visto do conserto desconsertado das ferrugens descarriladas …. lá para 2017 a coisa estará jeitosinha para nos convencerem de que já não tomba !!!!!

Entrementes …. e enquanto o emirato financeiro não arranja uma cadeirinha para se sentar, continua a ir e vir de Viseu num popó do povo que come combustível e portagens pagas pelo povo e a receber mensalmente veludo brocado.

Que o empurranço do funeral lhes dê jeito …. percebemos.

Que estejam convencidos que o povo é burro e não vê o que salta às vistinhas ….. não admitimos.
 
O que não percebemos mesmo é que não se acenda uma luzinha ao Vice José Pereira para ver se ele começa perceber que anda a deixar que o entalem ........
 
No executivo camarário com o Francisco Lopes impedido de votar por ser simultaneamente mandante da Câmara de Lamego e da Lamego Conviva e com um resultado de a favor e contra, empatado, o Vice desempatou usando o seu voto de qualidade mandativa !!!!
 
Na Assembleia Municipal a orquestra da maioria continua a tocar sob as ordens do chefe Francisco Lopes ...... mas com a variante de a bancada do PS estar a exigir que em determinadas votações que lhes cheira a esturro fique escritinho na acta os nomes dos que votam yes. Dizem eles que quando houver fogo os responsáveis estarão identificados e não têm a desculpa para fugirem às porradas !!!!!
 
   

 

 

O CASPER diz que espera que as obras na Costa do Marfim para onde os Marinhos se mandaram para ganhar uns euros que tape a sua falta de liquidez lhes corram bem e deem para compensar o esbardalhanço que padeceram por terem dançado com o canto dos cisnes da Renova e do multiusos ….